O PseudoAutor

Minha foto

Baiano nascido numa tarde de julho de 1991. Agnóstico e hipster, estudante de História, apaixonado por simbologias, mitologias e animais pré-históricos.

Escreve amadoramente desde 2007; após alguns anos e quase trinta livros rascunhados, Alec publicou uma coletânea de histórias curtas (Zarak, o Monstrinho, Multifoco, 2011), um conto numa antologia sobre répteis cuspidores de fogo (Dragões, Draco, 2013) e um romance autobiográfico fantástico (A Guerra dos Criativos, independente, 2013), além de algumas obras virtuais na Amazon.

Atualmente se divide em pesquisas para projetos literários e coordenação editorial de um selo independente.

Visitas

Microconto: Coração [Alec Silva]

Bem, gostei de brincar com microcontos... e saiu este hoje. Espero que apreciem.

Abri meu peito e mostrei meu coração para ela, dizendo palavras belas.

— Mas, Fábio, somos apenas amigos — ela replicou. — Você é meu melhor amigo, é como um irmão para mim. Sinto muito. Mesmo.

Ela era linda. Desde o sexto ano eu a amava. E nunca fui capaz de fazer o que fazia naquele momento.

— Preciso ir, amigo — completou ela, beijando minha testa. — Até mais!

Eu havia aberto meu peito. Iria entregar meu coração. Mas ela se foi. E eu morri com o coração ensanguentado entre meus dedos pálidos.

0 comentários: